A coisa mais importante a se levar em conta sobre o conteúdo ao vivo é que o foco principal do conteúdo não deve ser a marca ou seus serviços. O conteúdo ao vivo deve ser autêntico para estabelecer uma conexão orgânica com o público.
Em vez de utilizar a transmissão ao vivo como uma maneira de apresentar informações sobre um produto ou serviço, a marca deve considerar a ferramenta da live como uma maneira de compartilhar uma história sobre o produto ou serviço e como ele agrega valor ao público da marca.
À medida que você começa a incorporar o conteúdo ao vivo em sua estratégia de marketing, pense na mensagem-chave e na informação que a sua marca está transmitindo e avalie se você consegue ou não atingir esse objetivo com a ajuda de conteúdo ao vivo.
Siga estas dicas para implementar uma estratégia de conteúdo ao vivo:
Cada plataforma possui um público ligeiramente diferente, então determine o tipo de conteúdo que você criará com base no que é mais nativo desse canal.
Cada plataforma possui suas próprias práticas recomendadas, então seja flexível. Por exemplo, o Snapchat necessita um conteúdo rápido, orgânico e não produzido, enquanto o Facebook Live é melhor para um conteúdo mais longo que pode ser salvo e reproduzido mais tarde.
Não é necessário cobrir o mesmo evento em cada canal. Tal como acontece com qualquer plataforma de redes sociais, dê a sua audiência um motivo para segui-lo em vários lugares, criando uma variedade de conteúdo adequado para cada plataforma.
Avalie se o conteúdo ao vivo pode ser incorporado em seus canais sociais existentes. Faça as atualizações de sua estratégia social, conforme apropriado, para que você tenha certeza de que está aproveitando as últimas ferramentas e tendências de vídeo ao vivo.